O que são os demonstrativos DLPA, DMPL e DRE?

Sabe para que serve uma DLPA, uma DMPL ou uma DRE? Para quem é empresário, esses demonstrativos são muito importantes e merecem ser conhecidos a fundo para que se fique em dia com o Fisco. Por isso, vamos explicar o que essas siglas significam e quais empresas estão obrigadas a apresentar essas documentações.

Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados (DLPA)

A DLPA é obrigatória para as sociedades limitadas e algumas outras empresas determinadas pela legislação do Imposto de Renda (RIR/99). Esse demonstrativo tem o objetivo de mostrar todas as alterações no saldo da conta de prejuízos ou lucros acumulados no Patrimônio Líquido que ainda não foram divididos entre os acionistas ou sócios. O detalhamento de como aconteceram essas modificações no patrimônio deve ser feito.

Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido (DMPL)

Demonstrativo facultativo para as sociedades anônimas, a DMPL pode incorporar a DLPA. Tem muitas semelhanças com a DLPA, mas é mais elaborada, já que mostra todas as movimentações (acréscimos ou perdas) que ocorreram nas contas que formam o Patrimônio Líquido, inclusive as de uma conta para outra.

Demonstração do Resultado do Exercício (DRE)

As sociedades acionárias necessitam informar de forma resumida nesse demonstrativo tudo que seja referente a custos, despesas e receitas apuradas em um regime de competência que normalmente é composto por 12 meses.

Quer saber mais sobre contabilidade? Acompanhe nosso blog, nosso Twitter e nossa fanpage. Desejamos a todos vocês Boas Festas e um Feliz 2012! :)